Desmistificando o CUB

Conheça o índice aplicado na compra de imóveis na planta e como ele vai impactar no valor final do seu imóvel.

“CUB – Custo Unitário Básico da Construção Civil”

O CUB leva em consideração fatores como variação de preço dos insumos, equipamentos e mão de obra para diferentes padrões de construção.

Seu cálculo é regional, variando de estado para estado, e o responsável pelo cálculo é o SINDUSCON de cada estado.
https://sinduscon-fpolis.org.br/

Esse índice é utilizado como indexador contratual na compra de imóveis na planta.
Ele permite que a construtora pratique preços de venda menores ao longo da obra, sem ter que onerar o cliente estimando um aumento de custo durante o longo período da construção.

A correção do CUB é aplicada sobre o saldo DEVEDOR, e não sobre o valor total do imóvel.
Por isso, quanto maior o valor da entrada e das parcelas pagas, menor a incidência de correção.
Como calcular o reajuste do CUB sobre as parcelas do meu imóvel?

1. Primeiro você deve transformar todo valor do contrato em CUB.

valor-contrato-cub

2. Suponhamos que você pagou uma entrada de R$100.000,00 na assinatura do contrato.

Seu saldo devedor agora é de: 226,83 – 45,39 = 181,54 CUBs.

conversao-em-cubs

3. Imagine que você pretende pagar prestações de R$3.000,00 ao longo de 20 meses da obra

O valor em reais a ser pago mensalmente irá varia de acordo com o CUB. Ex.: em junho/21 o valor da parcela será: 1,36 * R$2.307,92 (CUB de jun/21) = R$3.142,46

junte-as-suas-economias

4. Agora vamos calcular o saldo devedor na entrega da obra (saldo a ser financiado)

compare-o-metro-quadrado

Gostou?
Então, fique ligado que no próximo post vamos analisar: a série histórica do CUB/SC versus a taxa de juros do financiamento imobiliário.
E mostraremos o quanto comprar um imóvel na planta pode ser um bom negócio!